Rouquidão

Rouquidão é um termo geral que significa mudança de voz. Esta alteração pode ser de volume ou frequência, em geral, devido a alterações nas cordas vocais, que estão localizadas na laringe.

Ela pode ser:

  • Aguda (de curta duração);
  • Crônica (de longa duração – período acima de 3 meses).

Como ocorre?

As pregas vocais (cordas vocais) são músculos recobertos por mucosa em posição paralela uma em relação à outra. Estão localizados no interior da laringe (órgão que se localiza na região anterior do pescoço, acima da traqueia que expele o ar dos pulmões).

Sob o comando do cérebro, as pregas vocais juntam-se para estreitar a saída de ar dos pulmões. Esse estreitamento gera um fenômeno físico chamado “som” que, modulado, gera a voz. A voz, articulada, gera a palavra.

Qualquer edema ou irregularidade na mucosa das pregas vocais leva a perturbação desse fenômeno físico. A falta de clareza do som é a rouquidão.

As causas mais comuns são:

  • Gripes,
  • Resfriados,
  • Após esforços vocais intensos,
  • Angústia ou ansiedade,
  • Tabagismo e alcoolismo,
  • Refluxo gastresofágico: causa comum de rouquidão em adultos, quando o suco gástrico atinge estruturas altas (esôfago e faringe) afetando as cordas vocais. Muitos pacientes com refluxo não sentem a típica azia ou queimação. Usualmente a voz é pior de manhã e melhora durante o dia. Esses pacientes muitas vezes, apresentam a sensação de bola na região, pigarro e um desejo excessivo de limpar este catarro da garganta.
  • Uma rouquidão que permaneça por um período mais prolongado é muitas vezes causado por uso demasiado da voz ou de maneira inadequada (muito alto) pode levar a formação de nódulos, pólipos ( nódulos de cantores ou nódulos de professores) que são formações do tipo calo.

A pessoa acometida de rouquidão por mais de dez dias deve procurar um otorrinolaringologista para exame das cordas vocais que pode incluir a vídeo-laringoscopia.

O tratamento depende da causa. Na maioria dos casos é recomendado simplesmente o repouso e é sugerido modificar a maneira pela qual a voz está sendo usada.

O auxílio da fonoaudióloga é, por vezes, fundamental. Estes especialistas são treinados para assistir e implementar modificações no uso da voz.

Em alguns casos é recomendada a cirurgia. Retirar o cigarro e evitar o contato com fumantes é recomendado para todos os pacientes. Ingerir muita água e, algumas vezes, o uso de medicação para diluir o muco pode ser de grande ajuda.