A rinite alérgica é uma reação imunológica do corpo a determinadas partículas inaladas que estão presentes no meio ambiente, como poeira, pólen, talco, perfumes e alguns alimentos.

A mucosa nasal, ao entrar em contato com essas partículas, as identifica como agentes invasores, provoca a liberação de histamina desencadeando os sintomas mais comuns da rinite alérgica.

Alguns sintomas da rinite alérgica costumam surgir logo após entrar em contato com o alérgeno. Os principais sinais são:

  • Irritação no nariz, na boca, nos olhos, na garganta, na pele ou em qualquer outra região,
  • Problemas com odores,
  • Coriza,
  • Espirros,
  • Lacrimejamento nos olhos.

Sintomas da rinite alérgica que podem se apresentar posteriormente:

  • Congestão nasal,
  • Tosse,
  • Diminuição da audição e diminuição do olfato,
  • Dor de garganta,
  • Olheiras,
  • Olhos inchados,
  • Fadiga e irritabilidade,
  • Cefaleia,
  • Problemas de memória e lentidão de raciocínio.

A avaliação do quadro alérgico do paciente inclui teste cutâneo, colheita de muco nasal e exames laboratoriais (sangue).

O tratamento se faz com o uso de antialérgicos que podem ser administrados diretamente no nariz (através de spray) ou uso de antialérgico por via oral.

Outra forma de tratamento é a Vacinoterapia, que através de injeções periódicas, busca-se diminuir a resposta do paciente, quando estes estão expostos a determinadas substâncias

Os pacientes com alergias tem uma tendência maior de desenvolver quadros de sinusites.